Recursos Minerais

Bentonita

Argila mineral formada pela transformação de cinzas vulcânicas de eventos do Cretáceo - 97 milhões de anos atrás - que foram depositadas em lagos de baixa salinidade, dando origem a uma estrutura laminar de minerais finos e propriedades importantes que permitem seu aproveitamento econômico.

Partículas

- São constituídas pelo empilhamento de lâminas de pequena espessura = 9,5 Å
- Possuem uma grande área superficial = 80 (m²/g)
- Apresentam uma alta densidade de cargas elétricas superficiais balanceadas = 80 – 100 (meq/100g)
- Capacidade de trocar reversivelmente cátions inorgânicos – orgânicos
- Os cátions adsorvidos orientam as moléculas de água interlaminar por solvatação.

Solvatação (Aglomerantes)

Ação Adsorvente

Interlâminas

Estrutura Cristalina

- Silício
- Alumínio
- Oxigênio
- Hidroxila

 

Lâmina de Esmectita 9,5 Å 

Fórmula estrutural da Montmorilonita:

(Al1,67, Mg0,33) Si4 O10 (OH)2Na+Ca++0,33

As referências do uso de materiais argilosos remontam de milênios, e já desde muito cedo os povos antigos aprenderam que os mesmos não serviam apenas para os fins cerâmicos. Vários povos, principalmente egípcios, gregos e romanos, mineravam argila para a elaboração de tintas, cosméticos e para atuarem como desengordurante de utensílios domésticos, lãs e roupas.

Para as Bentonitas, propriamente, que são argilas do grupo esmectitas, os registros datam de 1888 na região de Rock-Creek, próximo ao Fort Benton, estado de Wyoming (EUA). Essa argila foi reconhecida como uma variedade especial, pois possuía a capacidade de aumentar de volume vertiginosamente quando em contato com a água, quando em suspensão se fluidifica facilmente com a agitação e torna-se gelatinosa em repouso (propriedade essa denominada tixotropia, oferecida somente pela Bentonita Sódica Natural). 

Essas peculiaridades fizeram com que a argila fosse estudada detalhadamente e em 1897 W. C. Knight publicou uma matéria já denominando-a de ‘bentonite’ devido a proximidade da ocorrência da descoberta com o ‘Fort Benton’ (posteriormente as análises indicavam que esta argila continha um mineral predominante chamado ‘Montmorilonita’, em razão da cidade francesa ‘Montmorillon’ onde foi encontrada pela primeira vez). 
O fato de ter sido descoberta tecnologicamente nos Estados Unidos contribuiu decisivamente para sua rápida difusão em todo o mundo, tendo como causa a aceleração do desenvolvimento de suas aplicações e, em pouco tempo, esse país tornou-se o maior produtor mundial dessa matéria-prima, posição que ocupa até o presente momento. 

As maiores reservas de Bentonita Sódica Natural conhecidas estão situadas nos Estados Unidos e Argentina. Infelizmente, a natureza não privilegiou o Brasil com reservas de Bentonita Sódica Natural. A exemplo de outros países, as indústrias brasileiras de Bentonita tratam a montmorilonita cálcica ou magnesiana com carbonato de sódio para obtenção de uma Bentonita Sódica Sintética (ou Ativada).

Aliança Latina Indústria e Comércio Ltda.

- Desde 1987 -

Av. Santos Dumont 405 . Cidade Alegria
Uruguaiana/RS - CEP: 97511-200
(55) 3401-9800

vulgel@vulgel.com.br